“Le souvenir est le parfum de l´âme” – (George Sand).

The Portrait of a Lady

11 comentários

A imagem da mulher vende. Sempre vendeu.

Mesmo quando ainda aparecia vestida…
A forma lenta como esta imagem foi evoluindo, ao longo do século XX, surpreende-me.

Em 1921, era importante usar Palmolive para manter o marido em estado permanente de paixão.

Hoje, há uma fila de cremes, perfumes, champôs e loções que devem dar a volta ao planeta. O objectivo é, mais ou menos, o mesmo.

palmoliveDM2711_468x478[1]

Nos anos 30, era importante estar bonita, mesmo depois de um dia de trabalho intenso.

Continua a ser; o local de trabalho é que mudou. E abundam os cereais, os cremes, as vitaminas e as ampolas que nos prometem o mesmo.

cerealDM2711_468x697[1]

1952: quero acreditar que isto já não existe.

Pelo menos, estamos a fazer o percurso correcto: enquanto sociedade, repudiamos a violência doméstica.

coffeeDM2711_468x416[1]

Em 1961, surpreende-me esta descontracção na divisão de tarefas: Tu cozinhas, eu como e ofereço-te a Bimby!

Na década de 60, muitas das mulheres já trabalhavam fora de casa, mas tudo continuava igual (e continuou/continua  durante muitos anos…).

chefDM2711_468x463[1]

Nem todos os anúncios antigos são ternurentos e encantadores…

Tal como hoje, retratam a mentalidade de uma época, incluindo o seu lado sombrio.

Encontrei-os no DailyMail.

Os originais estão no Museu Colecção Berardo até 5 de Janeiro de 2014.

Anúncios

Autor: Frasco de Memórias

https://frascodememorias.wordpress.com

11 thoughts on “The Portrait of a Lady

  1. Não confirmo nem desminto!

    😀

  2. A frase sobre a divisão das tarefas? 😉

  3. Não confirmo nem desminto… 😉

  4. Acho bem interessante o que os anúncios nos “contam” à respeito de costumes e da sociedade de uma maneira geral. E tem momentos que as histórias realmente são de arrepiar…Beijo!

  5. Que post incrível Ana. Nunca tinha parado para analisar as propagandas antigas, elas realmente refletem muito a história da sociedade. Houveram mudanças boas em relação ao crescimento profissional da mulher, mas como você disse a imagem da mulher vende e hoje, na minha opinião, também é vendida de maneira machista.

    • Ainda faz sentido ser feminista… Há um longo percurso pela frente até chegarmos à igualdade de direitos e de oportunidades, mesmo nos nossos países. Em África e na Ásia então nem se fala.

  6. É a primeira vez que aqui venho mas estou a adorar o que já li. Fiquei surpreendida com a forma como, até lá fora, a mulher era retratada. Também temos pérolas dessas por cá, em jornais e revistas antigas. Basta ler o “O Livro das Noivas” que por aí andou na altura do Antigo Regime. A minha mãe teve direito a receber um belo exemplar… Só os capítulos introdutórios são de se ficar com o queixo caído no chão…

    • É uma triste verdade. Ainda vou falar do livro A mulher na sala e na cozinha que, apesar de ter óptimas receitas, apresenta-nos uma mulher sem opção…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s