“Le souvenir est le parfum de l´âme” – (George Sand).

Pesquisa

13 comentários

Quando comecei a fazer compotas sozinha, fui-me deixando guiar pela intuição e pelas receitas da minha mãe e da minha avó.

E fui fazendo experiências mais ou menos felizes.

Desiludida com o que estava já descoberto nos livros e nos blogs, optei por perguntar directamente a todas as pessoas que faziam excelentes doces qual era o segredo.

Até que, em Estremoz, encontrei este clássico.

DSC01960

Li o título, franzi a testa, mas venci o meu preconceito e, felizmente, abri-o.

DSC01959

E encontrei receitas, como esta, que seguem o método da minha avó, da minha mãe, das tias e primas que fazem doces deliciosos.

DSC01956

Já experimentei.

Como sou incapaz de seguir uma receita sem inventar, acrescentei limão, baunilha e nozes.

Aprovado!

SA_doces_web_7697_290913

E fotografado pelo Sérgio Azenha.

Anúncios

Autor: Frasco de Memórias

https://frascodememorias.wordpress.com

13 thoughts on “Pesquisa

  1. Ana,
    Nunca vi tanta “doçaria ” 🙂 … até eu ,estou a ficar com vontade de arregaçar as mangas !
    O de melão com o teu toque especial, deve resultar muito bem.
    Engraçado !
    Parabéns e venha a abertura da loja !
    Beijo
    José

    • José:
      De facto ando muito entusiasmada com esta nova aventura, tão perfumada e cheia de cor.
      Um aviso: depois de começar a fazer os doces é difícil parar 🙂 Fica obsessivo…
      Beijinho,
      Ana

  2. Fiquei encantada pelo livro! Beijo

    • Ainda vou voltar a este livro. De facto, é extremamente interessante sobretudo porque reflecte a sociedade em que foi escrito. Beijinho, Ana.

  3. Não conhecia doce de melão! Deve ser delicioso, especialmente esta versão melhorada. 🙂 Todos os anos faço doce de maçã e canela, com as poucas maçãs que vão nascendo no jardim dos meus pais. Tornou-se quase uma tradição. Tenho-as na cozinha à minha espera…Beijo

  4. Bom dia Ana!

    Também só este Verão descobri esse segredo… deixar repousar a fruta já arranjada com o açucar algumas horas… veio até mim pela avó do meu marido… ela quando tem mais tempo deixa de um dia para o outro… experimentei com a pêra e realmente fica um doce muito melhor 🙂

    Continuação de bom trabalho!

    kisssssssss

  5. É verdade 🙂

  6. Este livro é uma preciosidade! Também tenho um exemplar 😉 e às vezes fico meia intrigada com alguns termos, tão próprios daquela época e que actualmente já ninguém usa… mas não deixo de o consultar!

  7. Pingback: Sem opção |

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s