“Le souvenir est le parfum de l´âme” – (George Sand).

A casa da actriz

23 comentários

Mudança rima com insegurança.

No meu caso, mesmo quando o entusiasmo e a alegria tomam conta de mim, a apreensão permanece latente.

Quando a mudança é imposta, a apreensão deixa de ser dissimulada e mistura-se com angústia e ansiedade.

A minha adaptação aos locais, às pessoas, aos projectos, é lenta e gradual.

Geralmente, também é profunda.

Com estas características, como é que sobrevivi a 17 mudanças compulsivas de casa?

Com angústia, na adaptação; e com angústia, no momento da despedida.

Houve casas, com um espírito tão forte e tão apaixonante, que saltei a primeira “angústia”.

A casa da minha Avó Rosa é o caso perfeito desse sentimento.

Mas nem incluo esta casa no rol das mudanças, foi um regresso. A casa onde fui sou pequenina.

Uma casa nova implica uma mudança de cenário, uma nova personagem, uma representação de uma peça desconhecida, cheia de imprevistos e peripécias.

Ao longo de 17 casas, representei muitos papéis, contracenei com muitos actores, vivi muitas vidas, brilhei e sucumbi a vários desfechos.

Agora, acertei no meu cenário e protagonizo o meu melhor papel.

Este foi o cenário onde comecei a ensaiar.

Foi na torre, em Avis, que vivi os primeiros meses de gravidez.

Durante alguns meses, estive, de facto, mais perto do Olimpo.

DSCF7417

DSCF7416

O nome da minha filha.

Só para tranquilizar-vos: quando referi as mudanças excessivas de casa e usei a palavra “compulsivas” não significa que sofra de uma perturbação que me leve a andar sempre a fazer e a desfazer malas  e caixotes; foi mesmo por obrigação profissional e, poucas vezes, pelas circunstâncias da vida.

Anúncios

Autor: Frasco de Memórias

https://frascodememorias.wordpress.com

23 thoughts on “A casa da actriz

  1. Ana ,

    Disseste …” dezassete ” ????? 😦
    Dezassete mudanças de casa ??????
    Eu morria ! Morria mesmo.
    Pobre Ana…toda a minha solidariedade…Eu sou professor e vejo muitos colegas passar por esse “filme ” .
    Agora 17 mudanças……….
    Olha que deve ser complicado !
    17 contratos de água ,de luz, etc….

    Beijo
    José

    • Pois é, José, contei dezassete.
      Não sei se me escapou alguma 🙂

      Aprende-se a viver com menos, para facilitar a próxima mudança.
      Mas esta diáspora também deixa marcas. Tenho uma preguiça de fazer as malas; até para viajar.
      Continuo a gostar de partir; só não gosto mesmo é da parte de embalar roupa 😦

      É difícil adivinhar a minha profissão?

      Beijo,
      Ana

      • Ana,
        Os preparativos para viajar são sempre o pior…concordo e subscrevo.
        Fazer malas …nem se fala.
        Ser obrigado a tanta mudança ,acho inacreditável.
        Para a tua adivinha…. respondo : acho que temos a mesma profissão …….pelo cenário ! 😉
        Certo ou errado ?

        Beijo

        José

      • Certíssimo 😉

  2. Ler-te me fez bem, me fez revirar a mim mesma e rever os lugares onde vivi. Quase 12 casas e tenho dificuldade de lembrar-me dessas moradas. Mas a primeira vem comigo. É meu hiato. E vejo suas paredes. Suas lembranças. Suas coisas e a mim mesma. Peso o tempo e respiro fundo. Sou bem vinda sempre que quiser voltar, afinal, a memória a tudo preserva.

    bacio

    • As casas são os nossos cenários mais íntimos; reflectem-nos e os pormenores e os cheiros ficam gravados na nossa memória. É bom recordá-las!

  3. “Mudança rima com insegurança”.

    Porquê?

  4. Fizeste-me recordar a minha saudosa Casa da Renda…

  5. Apesar de à primeira vista parecer que me adapto com facilidade, as mudanças muito significativas mexem comigo, levo o meu tempo a adaptar-me. Apercebo-me que com o passar dos anos, cada vez esse tempo de adaptação se vai alargando mais e mais.

    Quanto às mudanças de casa, entendo cada linha do que dizes! Não por ter mudado de casa muitas vezes, mas porque sempre tive mais do que uma casa ao mesmo tempo (a da cidade durante a semana, a do campo aos fins de semana, e na faculdade ainda tinha uma terceira em simultâneo) e sempre andei de trouxa às costas…

    • “Apercebo-me que com o passar dos anos, cada vez esse tempo de adaptação se vai alargando mais e mais.” É mesmo isso!
      Agora, então, uma mudança surge-me à mente como uma tarefa hercúlea 🙂
      Ter duas casas em simultâneo também implica uma enorme dispersão…

  6. E eu que pensava que era uma exagerada em mudanças! Mas ainda «só» mudei 14 vezes! 😉
    Pode ser muito aflitivo às vezes, mas também origina novas esperanças e expectativas.
    E afinal, aumenta a nossa capacidade de adaptação a novas circunstâncias e a diferentes situações – uma das leis naturais da sobrevivência… 🙂

    • 14 casas já são uma amostra significativa 🙂
      O lado positivo é esse: “aumenta a nossa capacidade de adaptação a novas circunstâncias e a diferentes situações”.
      E obriga-nos a conseguir transformar locais, com condições diferentes, num lar.
      E aprendemos que um lar é muito mais do que uma acumulação de objectos…
      Ana

  7. Confesso que adoro uma mudança, de casa então, melhor ainda. Não sou muito de olhar para trás, sempre preferi acreditar que lá na frente encontrarei uma alegre surpresa e as lembranças carrego na memória, até fotos procuro não tirar. Gosto da ideia da história que ficou na minha cabeça, mesmo que ela seja uma releitura bem vaga do que realmente aconteceu. Gosto demais do aprendizado que as mudanças proporcionam. Beijo!

    • Gostei muito de ler esta perspectiva.
      Acompanhou-me nas primeiras dez mudanças 🙂
      Agora falta-me mesmo a energia. Claro que também não tenho o dom da Helka.
      Beijo!

  8. Pingback: Vizinhos no coração |

  9. Pingback: Encontros |

  10. Pingback: 116: Cards, Flowers and Actresses, among other things. | Almofate's Likes

  11. Pingback: A casa que voou |

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s