“Le souvenir est le parfum de l´âme” – (George Sand).

Amor de Biscoito

14 comentários

Na minha família sempre se bebeu muito chá.

Há casas em que se oferece um café, por aqui sempre se ofereceu um “chazinho”.

E, na verdade, nem era bem chá: só a minha avó Rosa é que sempre preferiu chá preto de Camellia Sinensis.

Claro que ela chama-lhe, e com razão, “chá, chá”!

A minha mãe sempre foi adepta de infusões ou tisanas de plantas ou de flores que vai recolhendo e secando durante o ano.

Nas tisanas, as plantas fervem durante 5 minutos; nas infusões, a água é vertida, a ferver, sobre as plantas.

Eu, quando era pequena, não gostava de “chá”; achava-o insípido.

Até que fui crescendo e descobri as inúmeras subtilezas desta bebida.

Quando eliminei o leite da minha alimentação, essa procura aumentou e agora sou mesmo adepta de infusões, nossas ou importadas.

Aliás, cada vez mais nossas.

O Amor de Biscoito fez as delícias do meu Verão e entrou pelo Outono.

Quente e gelada.

embalagem chá

A erva-príncipe e a perpétua-roxa têm propriedades digestivas e calmantes.

Para mim, salientam-se as propriedades gustativas.

chá

Li algures que o chá foi introduzido no Japão por um monge budista e que toda a cerimónia do chá é um ritual lento e espiritual.

E li que foi Catarina de Bragança que introduziu a bebida em Inglaterra.

Parece que às 17:00h o sistema eléctrico inglês é sempre reforçado porque todas as casas ligam as chaleiras eléctricas.

Mas também li uma crónica do Miguel Esteves Cardoso, na qual ele criticava a falta de exigência dos ingleses relativamente a esta bebida.

Sempre desconfiei de quem encerra o chá em saquetas e coloca em infusão agrafos…

Anúncios

Autor: Frasco de Memórias

https://frascodememorias.wordpress.com

14 thoughts on “Amor de Biscoito

  1. Também sou fã de chá/infusões/tisanas, especialmente acompanhados de um doce! Um ritual que acompanha encontros de amigas e família. (Gostei da infusão dos agrafos!)

  2. O mais bonito do chá é que implica um ritual…

  3. Ana, aqui no Brasil o costume é o cafezinho. Claro que tomamos chá porém é uma minoria. Foi bom ler sua postagem porque aprendi bastante sobre chá, infusão e tisanas.
    Um beijo,
    Manoel

    • Obrigada, Manoel!

      Nas telenovelas que vemos cá em Portugal, há sempre a pergunta: -Quer um cafezinho? 🙂
      Calculo que, no dia-a-dia, o clima mais quente não apele tanto ao chá.

      Beijo,
      Ana

  4. O engraçado é que também eu desconfio de quem não usa as folhas chá soltas. Não sei porquê. Acho que são manias minhas mas o chá em saqueta não sabe a mesma coisa… agora ia um. 🙂

  5. Ana,

    Gostei muito deste teu post !
    Li algures que os primeiros europeus a contactar com chá, fomos nós – portugueses – ( Japão 1543 ).
    A Catarina de Bragança, ficou associada ao “five o´clock tea “e igualmente importante (em especial no teu caso …) à introdução da Geleia de Laranja ( em Inglaterra ) !
    Não é brincadeira !
    Grande Catarina !
    Já visitei a fábrica Gorreana,S. Miguel que iniciou a produção há 250 anos e que é engraçada para se visitar.
    Deve ser divertida essa cultura de beber chá,assim tipo evento social, sempre gostei de chá …mas não ligado a este factor de convívio,tradições e costumes.
    Tem muito “a ver” com países e culturas .
    Agora que chá é bom – È !
    Deve fazer bem à saúde – Faz !

    Hoje,até irei lanchar um chazinho !

    Um beijo,

    José

    • Bom chazinho!

      Hoje, ao pequeno-almoço, bebi chá verde Gorreana que me trouxeram dos Açores.
      Gostei muito, mas só em infusão durante 2 minutos.

      Geleia de Laranja… que bela ideia!
      O chá como companheiro do pensamento também é muito bom 😉
      Não é preciso ser sempre encontro social.

      Um beijo, José,

      Ana

  6. Oi, Ana, costumo tomar chá todas as noites, o mate. Embora digam que tire o sono, durmo que é uma beleza…rs. Os demais, não curto muito, a não ser o de erva cidreira fresquinha que minha mãe colhe no sítio. Com bolo de fubá, é uma das minhas combinações favoritas. Beijo

  7. Olá Helka:

    Gosto muito do de erva-cidreira.
    Com bolo de fubá, que delícia que deve ser 😉
    O chá mate não conheço, mas já pesquisei: nunca provei.
    Fiquei curiosa; pelo que li é diferente do chá verde.

    Beijo,
    Ana

  8. Ana,
    Vê lá se gostas ?

    Beijo,
    José

    • Obrigada, José!

      Ainda não consegui ouvir tudo: a minha ligação está lentinha…
      Gostei do que ouvi: e o título do tema mesmo a propósito 🙂
      Em casa, vou tentar novamente.

      Beijo,
      Ana

  9. Ana,
    Para nos rirmos … ligações alentejanas ! Inveja !
    Aqui é mais alta velocidade…infelizmente.
    Até me lembrei do “Chiquinho” 😉

    Beijo

    José

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s