“Le souvenir est le parfum de l´âme” – (George Sand).

Construir

6 comentários

A vantagem de viver no centro da cidade é que vamos a pé para todo o lado: mercado, correios, Formosa (às empadas de pato), padaria, papelaria,… e biblioteca.

A vantagem de mudar de cidade é que, durante muito tempo, tudo é (e será) novidade.

A biblioteca tem sido uma visita obrigatória, sobretudo nestes dias frios.

E são tantos os livros que não conhecemos que regressamos sempre entusiasmadas.

Livros biblioteca

O Zoo do Joaquim leva-nos às construções de infância.

joaquim pag1

E apresenta-nos o Joaquim, um grande inventor, como todos os meninos que adoram engenhocas e oficinas.

casa joaquim

Felizmente, no caso do Joaquim, tudo resulta e não sobram peças no fim.

hipopotamo

E ainda ganha dez amigos.

galaró

Este é o meu favorito: não sei se gosto mais do sorrisinho ou da quadra que o define.

elefante

“De elefante tem muito,

com a sua corneta por trompa.

Soa alto quando canta,

e nem te conto quando ronca.”

O autor desta criatividade sem limites é o argentino Pablo Bernasconi.

A editora: Kalandraka.

Anúncios

Autor: Frasco de Memórias

https://frascodememorias.wordpress.com

6 thoughts on “Construir

  1. se eu soubesse transmitir por palavras a sensação que me invade olhar para ilustrações tão soberbas acompanhadas de palavras tão simples, deixaria aqui um comentário de excelência. beijinhos

  2. Adorei as ilustrações, sinto-me pequena de novo.
    : )))

  3. Que sorte, Ana, poderes ir assim a pé, a todo o lado, com tanta facilidade. Adorei o livro, que não conheço, mas que me deixou curiosa, por ser sugerido por ti e por ser da Kalandraca. Beijinho e boa semana!

  4. Oi, Ana, sou suspeita para falar de mudanças, pois acho que sempre lucramos muito com elas. Cada lugar tem sua peculiaridade que a gente vai descobrindo aos poucos e gosto muito disso. Sem dúvida, mudar-se para lugares onde se pode resolver quase tudo a pé é ótimo, sinto falta disso, minha atual casa é meio distante do comércio. Beijo

  5. O elefante é a minha ilustração preferida… Mas eu também sou muito parcial relativamente a elefantes e hipopótamos. Não consigo deixar de os achar fofos. Este post fez-me lembrar das minhas idas à biblioteca e do meu fascínio pelos livros. É tão bom poder ir a pé até uma. Saber que estão ali a alguns passos de distancia. Para mim chega a ser reconfortante saber que tenho uma biblioteca ao pé de mim. 😉 Coisas de “bichos dos livros”. beijinhos.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s