“Le souvenir est le parfum de l´âme” – (George Sand).

Adoração

13 comentários

Quando a Beatriz nasceu, acordava a meio da noite e acendia a luz só para contemplar as minúsculas narinas ou a forma das sobrancelhas ou as curvaturas das orelhitas.

Chegou o Verão, a Beatriz fez seis meses, e eu fiquei encantada com os cotovelos.

Fui passando pelas unhitas dos pés, pelos nós dos dedos das mãos, pelo desenho da boca, pelos dentes incisivos, pelos pulsos, …

E demoro-me a olhá-la todas as noites antes de apagar a luz.

Agora, anseio pelo Verão, porque a minha última fixação são os joelhos.

Adorações

Trouxe a adoração de outra Mãe, porque neste momento os joelhos da Beatriz são um tesouro que não consigo partilhar.

Em relação a esta e muitas outras adorações, dúvidas, receios, insatisfações e frustrações (às vezes quase diárias: todas!), tenho-me focado nesta lição e nos textos da Mãe destes joelhinhos.

adorações

Porque, apesar de toda a felicidade, há dias difíceis!

Anúncios

Autor: Frasco de Memórias

https://frascodememorias.wordpress.com

13 thoughts on “Adoração

  1. Ana, muito bom ler isso. E viva a Beatriz!
    Um beijo,
    Manoel

  2. De adoração em adoração, tenho a dizer que este blog a cada dia me conquista mais, já o mostrei a pessoas amigas que partilham da minha opinião sobre tudo o que ele transmite: serenidade, honestidade, introspeção séria e bem escrita à volta de muitas reflexões que a vida nos coloca ! bom fim de semana. para a Beatriz também, incluindo os seus joelhos. 🙂

    • Que bem que me fez ler estas palavras!
      Obrigada!

      Hoje, finalmente, parei e já enchi a Beatriz de beijinhos, incluindo os joelhos 🙂

      Um abraço!
      Bom fim-de-semana!
      Ana

  3. Olá Ana. A minha pequenota já está grande e eu ainda hoje me embeveço a olhá-la e ainda a alguns minutos atrás dei por mim a contemplar este meu amor gigante. Felicidades!

  4. É mesmo um amor gigante 🙂
    Felicidades para as duas!
    Ana

  5. é mesmo assim.

  6. Tão bonitas as tuas palavras e o blog que partilhaste. Como mãe, também passo muito tempo a contemplar os pormenores das minhas meninas. (Sorri ao ler o teu artigo, porque ainda ontem, ao experimentar umas sandálias novas à mais velha, dei por mim a pensar que pezinhos tão perfeitinhos! eheheh coisas de mãe!) Beijinhos e bom domingo!

  7. É lindo ver um amor destes. Até fico emocionada. 🙂

  8. Oi, Ana, é bom demais admirar os pequenos, é um amor louco. Acho que temos que curti-los o máximo que pudermos e em todos os detalhes, porque essa fase enquanto são pequeninhos realmente passa muito rápido. Mas, depois que crescem, também os admiramos, só que reparamos em outros detalhes. Ontem mesmo me peguei fitando minha filha mais velha, de 23 anos, e é maravilhoso! E sim, apesar de todas as dificuldades e dias bem difíceis… beijo

  9. Que post lindo. Acho que adoração é mesmo a palavra que melhor descreve o que fazemos com estes detalhes dos nossos filhos. E tal como tu também adoro olhar para o meu demoradamente quando o deito. Isso e quando vou ao quarto dele de noite, antes de me deitar. Ele fica tão perfeito, tão meigo a dormir. Só me apetece pegar nele ao colo e dar-lhe mimo!

    margarida

  10. Fiquei a imaginar todos esses movimentos e lembrar-me de coisas minhas. Minha mãe tinha um diário onde anotava suas coisas e depois de algum tempo eu o li. Foi assim que descobri a mim mesma. Minha primeira palavra, passo, livro e todas as descobertas silenciosas porque durante algum tempo não existimos, apenas estamos lá para os outros. rs

    bacio

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s