“Le souvenir est le parfum de l´âme” – (George Sand).

Mercados

6 comentários

A vida no Alentejo trouxe muitas mudanças e readaptações.

Quase todas boas!

Mas, para quem ia semanalmente a este mercado da Figueira, é difícil viver de peixe de aquicultura.

mercado da figueira

A verdade é que o peixe do mar raramente chega ao interior com este brilho vivaz a que estou habituada.

Temos seguido a receita da Mafalda e acrescentamos aromas alentejanos ao nosso robalo do Pingo Doce.

robalo grande

robalos

Não é a mesma coisa, mas faz-nos lembrar o mar longínquo.

Aproveitamos o forno e assamos abóbora-manteiga do mercado de Estremoz.

Com alho, sumo de limão, coentros, louro, sal e azeite.

Ou, numa versão mais quente, com erva-doce, amêndoas, sumo de laranja e uma colher de chá de mel.

abóbora

Esta abóbora seguiu com casca, mas prefiro descascá-la.

Costumo ainda acompanhar com arroz amarelo, o preferido da Beatriz.

Arroz basmati tingido com açafrão, enriquecido com frutos secos e seco no forno.

Bom-apetite!

Anúncios

Autor: Frasco de Memórias

https://frascodememorias.wordpress.com

6 thoughts on “Mercados

  1. Calculo que tenha sido uma grande mudança, Ana. Quanto ao peixe, ficou igualmente com ares de ter ficado delicioso! Vou experimentar a receita. Beijinhos!

  2. de facto, o cheiro a mar que o peixe fresco traz é único. as tentativas para ultrapassar são bastante criativas. boa semana. 🙂 beijinhos

  3. Ana, que delícia! Me veio a ideia de fazeres o mesmo no Brasil. Aqui a natureza nos oferece todos esses condimentos e ervas. Os peixes, então… e por falta de tradição aproveitamos muito pouco isso tudo e ainda estamos correndo o risco de sermos obrigados a comer aqueles “enlatados” do McDonalds.
    Um beijo,
    Manoel

    • Manoel,
      também por aqui, sobretudo no interior do país, quase não se come peixe.
      Entretanto a comida enlatada vai ganhando terreno…
      Manter a determinação e optar por alternativas saudáveis nem sempre é fácil.
      Um beijo,
      Ana

  4. Pingback: Do Mercado | panela sem (de)pressão

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s