“Le souvenir est le parfum de l´âme” – (George Sand).

Coqueiro

12 comentários

Gosto de palavras.

De escutar, de escrever, de ler palavras.

De observar, de conhecer, de estudar, de sentir e de pronunciar palavras.

Palavras de poetas, de escritores, de cantores, de pintores e de músicos das palavras.

Palavras de Portugueses e de Brasileiros.

 

Da Helka, da Lunna .

 

E do “coqueiro vegetal” de Sophia.

 

Gosto de ouvir o português do Brasil

Onde as palavras recuperam sua substância total

Concretas como frutos nítidas como pássaros

Gosto de ouvir a palavra com suas sílabas todas

Sem sequer perder um quinto de vogal

 

Quando Helena Lanari dizia o «coqueiro»
O coqueiro ficava muito mais vegetal.

 

De palavras dos nortenhos, dos alentejanos, dos beirões e dos ilhéus.

mão da Beatriz bebé

 

Para minha alegria, a Beatriz anda deslumbrada com as letras e com as palavras.

E, tal como me acontece com Mia Couto ou Mário de Carvalho, deixo-me levar por esta mão pequenina e olho pela primeira vez para algumas palavras.

“Pirolito”, “carrapiço”, “finório”, “solipampa”, “perdão” e “parolo” ou os nomes medievais que o Avô sugeriu para a neta: Urraca e Hermengarda.

-Mamã, estas palavras fazem cócegas!

 

Anúncios

Autor: Frasco de Memórias

https://frascodememorias.wordpress.com

12 thoughts on “Coqueiro

  1. lindo! muita poesia em tão singelas palavras! beijinho. 🙂

  2. Que delícia ler essa ultima frase “palavras fazem cócegas”. Gostei. Fiquei eu a me perguntar se minhas palavras tem tal efeito. Delicioso esse pensar.
    Grata por citar-me, sinto-me honrada. Gosto de ler-te e saber-te… agora só falta conseguir provar suas delícias. Como cancelei viagem a Europa por causa da Copa terei que aguardar um bocadito mais… rs

    bacio

    • Lunna, não sabia que estava prevista uma viagem para este lado do Oceano.
      Que bom!
      Também eu aguardo um livro muito desejado 🙂
      Bacio!

  3. Adoro palavras também, elas têm gênio, e muitas vezes me pergunto como essa junção louca de vogais e consoantes, com alguns pontos no meio do percurso, podem tanto revelar as afinidades entre as pessoas, mesmo sem nunca termos tido nenhum contato visual. Às vezes penso que as palavras tem o poder de desnudar. Super obrigada pelo carinho, beijo!

  4. Muito bonito! E aquela mãozinha é deliciosa!

  5. É mesmo, Helka: algumas palavras desnudam-nos!
    Um abraço!
    Ana

  6. Pirolito…há muito que não ouvia esta palavra! 🙂
    O que é um carrapiço?
    E a Beatriz tem toda a razão, estas palavras fazem cócegas! 🙂
    Beijinhos

    • Um carrapiço é um nó no cabelo; bem, pelo menos aqui em casa 🙂
      Foi a Avó que trouxe o “carrapiço” até nós.
      Cada família tem um vocabulário especial, não é?
      Beijinhos!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s