“Le souvenir est le parfum de l´âme” – (George Sand).

Esperar

13 comentários

Num dos blogs de moda de que gosto: Missmoss, Dustjacket ou Honestly WTF, Mother, já não sei qual,

vi esta fotografia como uma das tendências do momento.

Cabelo grisalho

Vinha acompanhada por uma advertência: procurar um cabeleireiro de qualidade, para fazer a mistura de tintas adequadas para este efeito.

Fiquei espantada: e que tal esperar bem afastada de tintas?

Acredito que o meu cabelo venha a estar assim antes de eu chegar aos setenta;

acredito que vou gostar de usá-lo assim solto com uma camisola preta;

acredito que não vou ter assim as mãos,

mas acredito que vou gostar de sentir o meu cabelo macio, livre de tintas.

 

Anda qualquer coisa de estranho a passar-se connosco:

-queremos sempre o que não temos, nem que sejam as características que ainda vamos ter (neste caso os cabelos brancos);

-somos completamente incapazes de esperar pelo que quer que seja:

esperar 5 minutos por alguém é impossível sem o bombardearmos com sms;

aguardarmos a nossa vez no supermercado ou em qualquer lugar exaspera-nos;

vermos um anúncio de segundos antes do filme que descarregarmos no youtube  põe-nos o cabelo em pé…

pretendemos antecipar o tom de cabelo que há-de vir embelezar-nos naturalmente.

E assim andamos corremos!

 

Anúncios

Autor: Frasco de Memórias

https://frascodememorias.wordpress.com

13 thoughts on “Esperar

  1. É a mais pura verdade! E corremos pra chegar onde? Beijo

  2. ainda é cedo, muito cedo! só fica bem na fotografia! 🙂

  3. Por acaso recentemente também li sobre esta tendência de jovens pintarem o cabelo de branco. Nem sei que pense, para além do que já referiste – parece que estamos sempre insatisfeitos à procura do que não temos… enfim… Beijinhos

  4. Eu dei com o meu primeiro cabelo branco o ano passado. Foi tão emocionante que até liguei ao meu pai a contar. Ele continua ali. Uma risca branca num mar de cabelos castanhos. Acho um charme ter uma cabeleira assim, branca/cinzenta. Um bom corte de cabelo, ajuda a manter um ar moderno. Mas também sinto, por outro lado alguma pressão da sociedade para pintar os cabelos e “recuperar” anos de juventude. Será que se só os jovens têm direito a ter cabelos brancos sem que os incomodem?

    • Pelos vistos, sim!
      Eu tenho uma boa mão cheia de brancos e ouço, com frequência, sugestões para pintar.
      É verdade, o corte é muito importante para encaixar os brancos num estilo jovial.
      Parabéns pelo branquinho número 1!

  5. Saudades de ti, daqui…
    Dias menos azuis e intensos por aqui me roubaram certos prazeres.
    Sh, meu cabelo caminha para essa cor e já há algum tempo que vou ao cabeleireiro e sou questionada “porque vc não pinta?” Não quero pintá-los, os quero branco. Acho lindo. Mas confesso que explicar-me, causa cansaço. rs

    Os. Odeio celular e evito o máximo que posso. Detesto SMS também é atrasos ocorrem por aqui porque os pés tem seus próprios caminhos e vontades. Gosto dessa frase. Kkk

    Bacio

    • Saudades daqui, também, Lunna!
      Vivo a mesma situação com os meus brancos. Já não me apetece explicar tudo.
      Agora só digo: Gosto deles!
      Os pés têm seus próprios caminhos e vontades 🙂 É isso!
      Bacio!

  6. Mesmo a propósito. Hoje encontrei o meu segundo cabelo branco no alto da cabeça. 😀

  7. Bem, se a tendência é descolorar o cabelo estou na moda. Este ano nasceu-me uma mão cheia de cabelos brancos!
    A solução é andar cheia de preocupações, não vale a pena gastar dinheiro no cabeleireiro! 🙂

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s