“Le souvenir est le parfum de l´âme” – (George Sand).

Take me to Greece

5 comentários

Por motivos estéticos, filosóficos, pessoais e políticos copio o título e as imagens do blog French by Design.

Grécia

Grécia 2

Grécia 3

Sem PIB´s, deficit ou juros da dívida externa.

Todos os meses contribuo, coagidamente, com parte do meu justo salário.

Ainda não percebi bem quem o recebe.

Palpita-me que não vai para quem precisa dele.

Entretanto há um alvo bem maior do que o meu contributo mensal.

E já está, alegremente, em acção.

A Mariana Mortágua aponta-o.

“Ainda me lembro da primeira (e única) loja dos 300 que abriu na minha terra.

Ficava ali a seguir ao largo da Câmara, logo depois do talho da Fatinha, e vendia tudo, mas mais barato.

Ontem, quando olhei para as capas dos jornais, senti-me a viver numa loja dos 300.

Os chineses da Fosun dizem que Portugal é o melhor país da Europa para vir às compras.

Não vêm comprar sapatos, nem vidro da Marinha Grande, querem as empresas.

Em três jornais distintos aparecem ligados a negócios na saúde, turismo, agricultura e comunicação social.

Não para investir ou criar emprego, mas adquirir o que já existe e foi, tantas vezes, criado com o nosso dinheiro.”

 

Há muito que perdi a fé nos partidos, mas ainda acredito nas pessoas e nas ideias…

Ontem foi o Presidente de Oliveira do Hospital

Anúncios

Autor: Frasco de Memórias

https://frascodememorias.wordpress.com

5 thoughts on “Take me to Greece

  1. Olá Ana !

    Hoje deixo esta música:

    Beijo,
    José

    • Olá, José!

      Gostei muito da música!
      Obrigada!
      O Chico… como eu gosto dele!

      Quanto à mulheres de Atenas que ele canta, admiro-as muito, mas não me identifico com elas.
      Mas oxalá as mulheres de hoje de Atenas (e não só) mantenham essa força!

      Uma excelente semana!

      Beijo,

      Ana

  2. Ana,
    Quis apenas revelar total solidariedade com o povo grego ( mulheres e homens ).
    Evidente que esta submissão (modo de estar/viver/hábitos) apenas retrata uma época e faz parte da história grega ( à semelhança do resto do mundo,na época ).
    Grande Chico ! Acho a música linda !
    Felizmente já muita coisa mudou nos nossos dias.
    Curiosidade :
    A Dra. Adelaide Cabete foi tua familiar ?
    Ana, não me percebeste bem !

    Boa semana !
    Beijo,
    José

    • José,

      Totalmente em sintonia…
      😉
      Retrata uma época na Grécia e no mundo, é verdade.
      Quanto à música também acho linda; a letra é um documento histórico.

      A elvense Adelaide Cabete casou com um Figueirense que se chamava Cabete, mas que não é meu familiar direto. Um homem invulgar que proporcionou todas as condições para que uma mulher excepcional estudasse e se notibilizasse.

      Eu sou Figueirense e trabalho em Elvas.

      Rebuscado, não é?

      José, as mensagens não têm entoação, e até parece que não gostei da música. Gostei, fiquei grata e quero mais 🙂

      Olha, e também espero que os gregos sejam corajosos e se mantenham fortes. Não é fácil quando todos os outros agitam a bandeira do Medo. O pior que pode acontecer-nos é reagir (ou não reagir) por medo.

      Um abraço,

      Ana

  3. Apertou-se-me o peito agora, com a imagem da loja dos 300. 😦

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s