“Le souvenir est le parfum de l´âme” – (George Sand).


2 comentários

Cidades acesas

Estremoz é uma pequena cidade do interior do Alentejo, características que proporcionam muitas vantagens, como uma invulgar qualidade de vida no dia-a-dia, mas também alguns riscos.

Sempre temi que a Beatriz fosse demasiado perscrutada na sua individualidade, sancionada nas suas vivências e, eventualmente, limitada nos seus sonhos.

Talvez não venha a acontecer, porque esta pré-adolescente tem-se revelado muito destemida, determinada e uma pertinaz ativista dos direitos humanos. Seja como for, depois de dois anos insólitos, este ano achei que ela (e eu!) precisava do bulício das cidades de Sophia de Mello Breyner Andresen.

Há cidades acesas na distância,
Magnéticas e fundas como luas,
Descampados em flor e negras ruas
Cheias de exaltação e ressonância.

Há cidades acesas cujo lume
Destrói a insegurança dos meus passos,
E o anjo do real abre os seus braços
Em nardos que me matam de perfume.

E eu tenho de partir para saber
Quem sou
, para saber qual é o nome
Do profundo existir que me consome
Neste país de névoa e de não ser.

Madrid

Vitoria-Gasteiz

Bilbao

Foram duas semanas muito intensas, de muitos quilómetros, muitas conversas e de muitos abraços.

Sitges

Expedita nas novas tecnologias, esta miúda revelou-se uma copiloto extraordinária.

Já não há estrada que me assuste.

Daqui, vamos juntas até à Lua…

Pelo menos enquanto ela quiser passear estes caracóis com a Mãe.


Deixe um comentário

Ivo Neto

A aliteração presente no título Ivo Neto Arquiteto incita a vontade de falar deste livro… e repetir o título muitas vezes.

Ivo Neto Capa

Foi oferecido à Beatriz pela prima arquitecta e conta a história do incrível Ivo, um pequeno prodígio da arquitectura muito incompreendido.

Construir torres com fraldas usadas é demais para a mãe mais amorosa!

Ivo Neto Arquiteto

ptr

Na escola, tudo se complica; a professora tem um grande trauma de infância – abomina prédios e construções.

ptr

ptr

Quem é proibido de fazer o que mais gosta só pode ser infeliz e assim anda o Ivo, com uma cara de partir o coração!

ptr

Até que a expedita professora organiza uma visita de estudo!

ptr

E tudo se altera!

ptr

ptr

Um livro com percursos e aprendizagens de crianças e adultos, escrito por Andrea Beaty e ilustrado com uma leveza apenas aparente.

David Roberts apresenta na ilustração edifícios que nos remetem para construções famosas como a ponte de S. Francisco ou a Torre de Pisa.

Editora: ASA.


2 comentários

Mamã

Mamã capa Mariana Johnson

Mamã é um livro sobre a maternidade visualmente irresistível.

Premiado em 2013, em Compostela, foi escrito e ilustrado pela argentina Mariana Ruiz Johnson.

Mamã livro 2

O livro consiste numa tocante tentativa de definição da palavra mãe.

A ilustração faz-me ter vontade de viver, para sempre, neste mundo de cor.

De facto, é o que acontece às mães: o nascimento de um filho mergulha-nos numa paleta de cores vibrantes e muito mais intensas do que conseguimos, alguma vez, imaginar até vivermos aquele momento violento de fronteira entre a vida e a morte – o parto.

Mamã livro

Este é um dos livros favoritos da Beatriz.

Mamã livro 3

Embora eu não perceba bem por que motivo ela me identifica tanto com a mãe elefanta.

Mamã 2019.jpg

Sinto-me mais mãe felina.

Mamã 5

Da editora Kalandraka.

No blog da autora estão fotografias do livro com muito melhor qualidade do que as minhas que não fazem jus ao trabalho da ilustradora.


4 comentários

A Avó

Hoje a Avó Rosa faz anos.

ptr

Este livro é sobre a Avó.

É que a Avó Rosa, às vezes, também parece que está um “pouco triste, surpreendida, ligeiramente preocupada. Tudo ao mesmo tempo.”.

ptr

Quando a Beatriz fez anos, convencia-a a dar uma prenda à Avó e a ler-lhe o livro em voz alta.

A Beatriz não gosta que a ouçam ler, mas esforçou-se muito e leu para a Avó ouvir.

Este é um livro maravilhoso sobre as linhas que marcam a nossa pele; linhas que guardam os momentos que marcaram a nossa vida.

ptr

São estas as linhas que nos orientam, quando andamos perdidos.

ptr

ptr

ptr

É nestas linhas que ecoam todos os sorrisos da nossa vida.

ptr

ptr

É também nestas linhas que estão registadas as nossas tragédias.

Tudo o que nos molda está na nossa expressão.

Penso que é por isso que há pessoas que se tornam ainda mais bonitas com a passagem do tempo.

É o caso da Avó!

Parabéns!

A autora é a italiana Simona Ciraolo.


8 comentários

7

Foi há 7 anos que uma menina do Céu me caiu nos braços!

7 anos que me revelaram a dimensão do Amor.

7 anos que dão significado a todos os outros.

7 anos em que fui agraciada pela Felicidade da forma mais pura: à noite, sigo o seu respirar sereno.

Tudo faz sentido e a rotação da Terra está justificada.

Parabéns, filha!

A Beatriz a soprar as velas veio daqui!

 


2 comentários

Pássaros na cabeça

Mais um livro da Biblioteca de Estremoz.

Como muitos livros infantis, este é só aparentemente simples, permitido uma leitura mais superficial e outra bem mais complexa.

A mais profunda vou abordando aos poucos com a Beatriz.

Temos um rei, muito sensato e tranquilo com as suas escolhas.


 

Um rei que gosta de passarinhos e de refletir sobre o seu reino enquanto os alimenta e mima.

E temos três ministros ambiciosos, megalómanos, insensatos e que querem ficar para a história custe o que/ a quem custar (onde é que já vimos estes três?).

Três ministros que traçam um plano maquiavélico para enganarem o seu rei.

Ministros que expulsam todos os passarinhos do reino, os verdadeiros conselheiros do soberano.

Três ministros que merecem um grande castigo pela sua crueldade e egoísmo.

Um livro com uma mensagem muito lúcida:

Seremos todos mais inteligentes e felizes com tempo para introspeção e próximos da natureza!

Escrito pelo escritor cubano Joel Franz Rosell e ilustrado por Marta Torrão.

Da editora do coração Kalandraka!

 

 


Deixe um comentário

O Médico do Mar

A Beatriz anda muito curiosa acerca da vida animal, sobretudo a marinha.

Eu também tenho aprendido muito: vocês sabiam que os polvos têm 3 corações e as formigas 2 estômagos?

Eu não!

Para além do saber enciclopédico, encontrámos este livro sobre um veterinário intrépido que todos os dias salva os animais marinhos.

Dos mais inofensivos.

Aos mais temerários.

Até que um dia é ele que precisa de ser salvo.

De forma muito descontraída e divertida, este livro ensina acerca da importância dos comportamentos em cadeia, no mar e na terra: o bem atrai e provoca o bem!

Escrito e ilustrado por Leo Timmers e brevemente adaptado para televisão.


3 comentários

A minha professora é um monstro

O nosso ano lectivo inicia-se com mais adrenalina do que o habitual: a nossa bebé vai para a escola primária!

Que nervos!

Uma das leituras de Verão abordou a incontornável temática:

-Será que eu vou gostar da professora?

-Será que a professora vai gostar de mim?

O Fred não gostava da professora… e a D. Lurdes também não simpatizava especialmente com o Fred.

Até que, num tranquilo Sábado de manhã, um encontro nada desejado aconteceu no parque da cidade.

Um silêncio incómodo prolongou-se… interrompido por um ventinho benfazejo.

Foi a oportunidade de que precisavam para perceberem que, se olhassem com mais atenção um para o outro, iriam encontrar pontos comuns, daqueles que retiram a  “monstruosidade” às pessoas com quem não simpatizamos (bem, a algumas…).

No fundo, uma lição de sã convivência para crianças e adultos.

De Peter Brown, filho, neto e sobrinho de professores.

Da editora mais perigosa que conheço Orfeu Negro  

(Se visitarem o site, percebem o que digo: tudo irresistível!)