“Le souvenir est le parfum de l´âme” – (George Sand).


1 Comentário

Pascal Campion

Pascal Campion nasceu em New Jersey, mas viveu e estudou em França.

Depois de constituir família, por quem é totalmente apaixonado, como se nota nas suas ilustrações, começou a sofrer de uma constante falta de tempo.

Life Changes pascal campion

Disciplinou-se e comprometeu-se a fazer um esboço por dia, como comprova a sua conta de Instagram, blog ou Facebook.

Pascal Campion música

Agora trabalha, como freelancer, para a Dreamworks Animation, Paramount Pictures, Disney Feature, Disney Toons, Bent Image Labs, Cartoon Network, Hulu, They Might Be Giants, Insignia Worldwide, BRC Animation Arts and PBS.

pascalcampion noite de chuvaTodos os anos escolho o meu ilustrador fétiche.

Pascal Campion já me acompanha desde 2017, por isso não vale para 2018!

Ainda bem!

 

 

 

 

Anúncios


4 comentários

Cordial

Quando era adolescente, gostava de listas (ainda gosto!)  e de ordenar os items por tops.

-Qual o defeito que mais abominas?

-A arrogância.

Por outro lado, nunca considerei a cordialidade como uma qualidade.

Por educação e personalidade, julguei a  cordialidade como a forma de estar natural dos seres humanos.

Cresci e percebi que não é bem assim…

Cordialidade deriva do Latim cor, cordis (coração).

Também deriva da origem latina a palavra cordial, que significa “referente ao coração, ao afeto”.

Cordialidade é algo que deve reinar entre os humanos.

Na verdade, é, assim como a Razão, o que nos distingue das bestas.


3 comentários

Bebés

A nossa família vai ter mais dois bebés!

Um bebé que vem do mar e uma bebé que vem da planície.

Vão chegar no Inverno!

E dormir quentinhos dentro dos ♥ ♥ ♥ ♥ dos seus pais!

Li que o mundo se divide entre aqueles que foram pais há pouco tempo e os outros!

Talvez seja verdade…

Lembro-me que, poucos meses após o nascimento da Beatriz, eu olhava para os bebés e analisava, involuntariamente, se estavam a apanhar sol, sujeitos a uma corrente de ar, a chorar com fome ou com a fralda molhada. Sentia-me responsável pelo bem-estar de todos os bebés que se cruzavam comigo… e fazia um esforço enorme para calar a boca e não ser intrusiva.

Agora estou um pouco melhor…

Só fico aflita com o choro das crianças de 6 anos!

Irmãos lindos daqui.


8 comentários

Xicrinha

AS DUAS VELHINHAS

 

Duas velhinhas muito bonitas,

Mariana e Marina,

estão sentadas na varanda:

Marina e Mariana.

 

Elas usam batas de fitas,

Mariana e Marina,

e penteados de tranças:

Marina e Mariana.

 

Tomam chocolate, as velhinhas,

Mariana e Marina,

em xícaras de porcelana:

Marina e Mariana.

 

Uma diz: “Como a tarde é linda,

Não é, Marina?”

A outra diz: “Como as ondas dançam,

Não é Mariana?”

 

“Ontem, eu era pequenina”,

Diz Marina.

Ontem, nós éramos crianças”,

Diz Mariana.

 

Elevam à boca as xicrinhas,

Mariana e Marina,

As xicrinhas de porcelana:

Marina e Mariana.

 

Tomam chocolate, as velhinhas,

Mariana e Marina,

Em xícaras de porcelana:

Marina e Mariana.

 

Cecília Meireles

 

Talvez se tenham cansado de estar tão compostas e existencialistas estas velhinhas e estejam agora assim:

Da ilustradora finlandesa que gosta de desenhar velhinhas felizes: Inge Look.

Velhinhas risonhas com vestidos coloridos.


Deixe um comentário

Gelado de mirtilo e iogurte

A sobremesa preferida da Beatriz são os gelados.

Eu tento contornar a questão do açúcar em excesso e das gorduras saturadas que a maior parte dos gelados industriais tem fazendo os gelados em casa.

Estes são simples de fazer e foram feitos (quase) integralmente pela Beatriz.

Para 4-6 gelados:

100g de mirtilos

1 colher de sopa de açúcar

1 colher de sopa de sumo de limão

1 chávena de iogurte grego açucarado (ou acrescentar 2 colheres de mel, se se optar por iogurtes sem açúcar)

1- Misturar os mirtilos, o açúcar e o sumo de limão numa caçarola.

2-Deixar cozer em lume brando durante 5 minutos.

3- Deixar a mistura de mirtilos arrefecer e, de seguida, reduzi-la a puré numa liquidificadora.

4- Misturar os mirtilos e o iogurte mas de forma pouco pouco homogénea (ou dispô-los em camadas nas formas de gelado), para que os gelados fiquem manchados (tipo tie-dye!).

5- Congelar durante 4 horas.

Nós fizemos duas versões: uma com mirtilos e outra com morangos.

Não dispusemos a mistura em camadas porque a Beatriz não gosta de encontrar aglomerados de fruta nos gelados, mas se fizerem como na receita original o efeito é visualmente mais invulgar.

Esta receita foi adaptada do livro de Linda Lomelino: Gelados Caseiros.

Conhecem o blog dela? É qualquer coisa!

 


1 Comentário

Otium

A velocidade provoca a blindagem do coração.

Os acontecimentos sucedem-se assim como as emoções, acumulam-se em camadas até conseguirmos parar, reflectir, decidir e interiorizar.

Até lá, andamos anestesiados: insensíveis à desgraça alheia , paralisados para agir conscientemente ou para ver o outro, incapazes de nos olharmos por dentro.

A introspecção requer tempo e paz.

Há uns anos era mais fácil; tínhamos trabalho e tarefas, mas não existiam as distracções, a dinâmica cibernética e a parafernália informativa que existe hoje.

Por outro lado, apesar de assolados, hoje, vivemos num pavor do aborrecimento, do não fazer nada, do esperar.

Um medo constante de não saber o que está acontecer nos antípodas ou que alguém se esqueça de nós porque não aparecemos nas redes sociais

Esquecemo-nos que só a espera e o espaço temporal liberta o cérebro.

O meu está mesmo a precisar de ser libertado!

Ilustrações do brasileiro William Santiago.