“Le souvenir est le parfum de l´âme” – (George Sand).


2 comentários

Alienar

Uma marca é muito mais do que o nome de um produto;

um logotipo tem como objectivo suscitar imagens, estilos de vida e sonhos.

Eu, a viver o Alentejo profundo, sou a cliente alvo da marca nova-iorquina, Soludos:

sonho com uma vida de viagens e nomadismo, mas com algum luxo e estilo, ainda que seja na Amazónia ou no Sahara.

A estratégia desta marca consiste em  publicar fotos de diários de viagem de bloggers, transmitindo-nos a ideia de que aquele glamour das imagens está ao alcance de qualquer um de nós (se comprarmos o produto, claro…).

Fico sempre impressionada com fotos arrumadas e frescas, independentemente da temperatura e da poeira do ar.

São produções fotográficas disfarçadas, eu sei, que fixam um momento, mas o objectivo é bem atingido: suspiro e guardo a marca Soludos num espaço do meu cérebro reservado a um ideal de vida perfeita.

Itália perfeita

França? Perfeita.

Croácia mais que perfeita!

Marrocos

Bali

Índia

Missão cumprida, Soludos!

Conquistada!

Se não tivesse noção do que está a acontecer-me, ia já endividar-me, calçar Soludos e calcorrear, glamourosamente… Estremoz!

 

 


3 comentários

Simplicidade

Ontem, falava acerca do universo masculino e desta minha tendência recente de sentir-me cada vez melhor entre mulheres.

Se há um lado fútil em mim que só outra mulher compreende (e muitos outros aspectos profundos da vida, bem entendido),

admiro a sobriedade e o desprendimento que a maior parte dos homens adopta no seu vestuário.

É mesmo uma das características masculinas que muito admiro… eu, a Madame Rococó.

Excesso de padrões e bijuteria e cor desviam-me do essencial.

E eu sou facilmente desviada…

Sobriedade é uma palavra que soa a ser adulto, sensato, elegante, requintado e bem comportado.

Talvez já seja tempo de eu reunir algumas dessas belas características e me afastar dos enfeites e berloques.

É preocupante o que o exterior diz acerca do que nos vai na alma.

Quanto a mim, disperso-me muito e falta-me a visão de conjunto.

E como é importante focar!

Imagens muito sóbrias do Pinterest.

 

 


2 comentários

Atitude

Já se sabe que o que é preciso é ter estilo e que o preço daquilo que vestimos pouco importa e blablabla…

Com a idade, a tendência para me aburguesar cresceu ao ritmo dos meus cabelos brancos: menos é mais e de preferência que este menos seja original e de qualidade. Ora, hoje, num mercado de roupa cada vez mais barata mas mais indiferenciada, estas duas características pagam-se.

Por razões de vaidade, mas também ecológicas, prefiro uma peça que dure vários anos do que duas que acabam miseráveis no final da estação.

Andava eu mais madura nas minhas compras, quando descobri o blog da actriz Carola Pojer e fiquei com a cabeça a andar à roda: tem mesmo muito estilo e veste, com muita atitude, este macacão da Zara e brincos Mango.

O blog dela é muito inspirador; e deitou por terra a minha teoria que levou anos a construir!

Volta Zara, estás perdoada!

Nesta foto: top Mango e saia Zara!

O top já mora cá em casa…

Não sou nada influenciável!

 


Deixe um comentário

Praia

 

Que saudades de descansar os olhos e o corpo no mar.

Todos os anos tenho o mesmo problema: apetece-me celebrar a nova época estival com um fato de banho novo.

Dramas de quem tenta sobreviver aos 40ºC da planície alentejana…

Algumas imagens são daqui.

Outras daqui. 

Mas quase todos os biquínis e fatos de banho das imagens são de marcas portuguesas.

Uau!


3 comentários

Apanhar

Está a chegar aquela altura do ano no Alentejo em que já não sei o que fazer ao calor que sinto no corpo e no pescoço.

Apetece rapar o cabelo e sentir uma brisa (ainda que não corra qualquer  brisa por aqui…) a refrescar a nuca.

Como a audácia por estes lados é apenas q.b., são bem vindos penteados que libertem o pescoço mas que não transmitam a ideia de desespero total.

mstreinta-apanhado

 

Do blog :Ms Treinta

E da  Taza.

Um chique desalinhado!

Ou a derreter… apenas desalinhada!

O lenço ou os ganchos, para quem não é minimalista (eu…), dão uma graça extra.

E o meio preso, apesar de não resolver o calor do pescoço, destapa a cara com estilo.

Bem… mãos à obra.

Também pode ficar muito giro num homem; este já é giro, é certo…

Este post está de uma profundidade…

Estival!


3 comentários

Cool Lemonade

Sheila é a autora do blog mais cool que conheço, o Cool Lemonade.

blue_dress-cool_lemonade

O tempo aqueceu e eu só me lembro da Sheila, cheia de cor e de estilo e com um ar tão fresco e bronzeado.

yellow-dress-cool-lemonade

cool-lemonade-basket

cool-lemonade

No Inverno, não me identifico com o estilo dela, mas no Verão vestiria qualquer um destes outfits com todo o prazer.

E este sorriso, também.

Dou por mim, pálida, carrancuda e a suspirar vezes demais.

cool_lemonade

cool_lemonade-summer

striped-dress-cool-lemonade


2 comentários

Remoçar

Os 40 são muito inconvenientes.

As costas doem, a resistência é outra (noites a dormir pouco levam semanas a recuperar…), a memória atraiçoa, os cabelos brancos e a pele testemunham a passagem do tempo.

Felizmente, a cabeça ainda mantém alguma irreverência… sensivelmente até às 21:00h!

De repente, os vestidos super ameninados, que eu sempre adorei, parece que destoam.

As florinhas e os folhinhos também têm de ser q.b. para não parecer que assaltei o armário da Beatriz.

O que voltou foi a franja; tem de se ameninar de alguma maneira, se não ainda me confundem com uma respeitável senhora de… 40 anos.

Fiz esta.

Mas adorava ter cabelo liso para esta mini-franja.

Ou para esta.

Mas tenho de me contentar com estas mais compridas… e mesmo assim à custa de escova e secador: ninguém disse que “ameninar” não dá trabalho.

E quem me dera que a minha ficasse assim sossegada…

Encaracolada só fica mesmo gira na Sheila.