“Le souvenir est le parfum de l´âme” – (George Sand).


6 comentários

Caraíbas II

– Isto é melhor do que um SPA nas Caraíbas!

   ♥

Nós de bicicleta

Andar de bicicleta com a Beatriz na mesma estrada onde eu, o meu irmão e os meus primos aprendemos a andar de bicicleta.

Beatriz bicicletando

Ver a Beatriz a brincar com a Avó Rosa, como se não vivessem a 300km de distância.

Bicicletando com a Avó

Ver o quintal da Avó a dar cartas na agricultura biológica e cheio de cor para atrair os insectos protectores das sementeiras e potenciadores de boas colheitas.

Bicicleta a descansar

quintal da avó

Respirar o verde e o céu do Litoral que não existe no Alentejo.

céu do Centro

Sentir o vento do Atlântico.

nadador salvador Cabedelo

 

 


2 comentários

Fadas

Acredito que no meu quintal vivem fadas.

Passam rápidas e esvoaçantes, mas sei que quando ouço um estalido ou as folhas das árvores rumorejam são elas que estão na sua mais importante missão.

Às vezes, só às vezes, quando a lua incha no céu, eu dou-lhes uma ajuda.

fada dos quintais

Nos outros dias, o quintal é delas!

E eu penduro as asas e conduzo até ao meu trabalho, onde sorrio para os humanos e deixo-os pensar que sou um deles…

 


9 comentários

Metáfora verde

Os cactos não são bem-vindos no meu quintal.

Resistem às intempéries exteriores, é verdade.

Altivos e imunes, mas sem se deixarem tocar.

Já as suculentas ensinam-me os segredos da vida:

muito resistentes, brilhantes, mas macias e agradáveis ao toque.

Com sorte, algumas, como o agave, têm no interior um xarope mais doce (e saudável) do que o açúcar.

agave

Ser resistente mas doce, como as suculentas!

plantas transplantadas no crescente

Surpresas inesperadas do Inverno?

Morangos!

morangos em janeiro

E os jacintos: belos mas tão fugazes!

bolbos em janeiro

Concretiza-se o título de qualquer livro de jardinagem: “aprender com as plantas”.

 

 


8 comentários

Joaninha

Vejam só o que hoje apareceu no quintal!

joaninha doméstica

A melhor amiga do hortelão!

Controla pragas e reflecte um quintal saudável e equilibrado!

Gostava tanto de dizer que o mérito é todo meu…

mas a verdade é que o quintal tem estado há semanas abandonado!

Talvez se tenha tornado mais autónomo… e saudável!

Oxalá!


3 comentários

The Meatrix

Numa altura da minha vida, quando eu era ovolactovegetariana, perguntaram-me se a outra metade do meu coração era vegetariana.

-Não, é alentejano!

De facto, no Alentejo é difícil não comer carne: é cultural, claro, mas mesmo hoje, apesar de todas as facilidades rodoviárias, o peixe continua a chegar ao interior contrariado e com má cara.

 

Actualmente, passo meses sem cozinhar carne, mas se só houver carne numa mesa como-a.

Sem prazer, mas para alimentar-me.

A pouca carne que compro é proveniente de pastoreio.

É muito mais cara, mas adopto o sistema de Jamie Olivier:

Livros do Jamie Olivier

“Se não a pode pagar seis ou sete dias por semana, reduza os custos e coma-a apenas três ou quatro vezes, como os Italianos o fazem – qualidade em vez de quantidade.

Acima de tudo, pergunte no talho de onde vem a carne, o que é que comeu e como é que foi tratada.

Esse é um bom sítio para começar.”

Ver este filme de 3 minutos também ajuda: The Meatrix.

 

Nem o tofu, nem o seitan são extremamente bem-vindos numa casa alentejana.

A não ser que venham sob-disfarce, o que nem sempre é fácil.

A receita que adaptei do Jamie Olivier não foi muito bem sucedida nesse aspecto:

é preciso gostar de tofu, ou pelo menos não o rejeitar.

Substituí o prosciutto por fatias de tofu…

papelote de tofu e cogumelo receita

Como é que é possível?

E ainda acrescentei a maior beringela do meu quintal, uma fatia de courgette e tomate!

ramo de cheiros

Cozinhar com papelotes de alumínio ou papel vegetal é muito prático e com uma ajudante como a Beatriz é divertido!

papelote de tofu aberto

Costumo dividir os ingredientes em quatro porções e são umas mãozitas irrequietas que fazem a distribuição pelos papelotes. Nem sempre as ervas aromáticas ou o sal ficam bem distribuídos, mas compensa ver a Beatriz tão empenhada e segura, a contribuir verdadeiramente para a alimentação da casa.

papelote de tofu cozido

Não é uma refeição vegetariana para iniciados, mas é bonita e deliciosa para quem já estiver habituado ao tofu.

Para os outros, sugiro que sejam fiéis à receita do Olivier e usem presunto de qualidade, de preferência de porco preto que vive nas planícies alentejanas e come bolota.

 


1 Comentário

Dunas

As dunas exalam um perfume quente e adocicado que, misturado com o vento do mar, revela a minha memória olfactiva de Praia.

Nas praias da Figueira já não existem dunas e, apesar do mítico areal, há muitas praias nas imediações da Praia da Figueira que já nem têm areia, a não ser na maré baixa.

Felizmente, há alguns anos, muitos municípios acordaram para a importância de preservar as dunas:

a bem da biodiversidade dos nossos areais que ficam sem rede quando desaparece a vegetação.

As dunas são sistemas muito frágeis e instáveis.

Tão frágeis que só de serem pisadas com frequência podem sofrer danos irreversíveis.

Há poucos anos, apareceram as passadeiras de madeira…

que só podem ser ignoradas por meninas muito bonitas que embelezam a paisagem.

Dunas e meninas bonitas

Se só com a passagem frequente, elas sofrem, imaginem com a construção desenfreada que se fez junto ao litoral…

Dunas plantas

dunas e chapéus


2 comentários

Canção Diurna do Viandante

As flores são as formas

completas das

estrelas que a luz solar devora

Flores Yasmin

 

Vagueio entre elas

urdindo a viagem diurna

da imperfeição

Flores Yasmin

 

A primavera aberta

nas margens incandescentes

alberga a

dor das formas

ilusão do estio primitivo

como se flores, de novo,

perfeitas nos cobrissem

Gastão Cruz

Flores Yasmin

Do site florido da Yasmin.

Quem gosta de flores tem de ver no Instagram.