“Le souvenir est le parfum de l´âme” – (George Sand).

Escolhas

13 comentários

A Beatriz não conhece a Doutora Brinquedos, nem a Princesa Sofia, nem vibra com os ganchos e diverso merchandising da Violeta.

Durante quase 3 anos nem tínhamos televisão em casa e agora temos, mas ignoramo-la.

É uma opção que ocorreu naturalmente mas que, sem fundamentalismos, para mim, é muito libertadora.

 

Na verdade, nos raros momentos em que ouço qualquer “coisa” dos noticiários fico, invariavelmente, irritada com o facto das notícias serem transmitidas de forma sensacionalista, tendenciosa, simplista ou… tudo isto ao mesmo tempo.

Geralmente, começo a vociferar contra a televisão, o que também não transmite a melhor das imagens da minha pessoa.

També me acontece chorar

 

Não sei até quando vai ser pacífica esta nossa escolha de eliminação, sobretudo para a Beatriz.

Para já fica desapontada porque os seus colegas na escola não mostram interesse pela KIKI;

porque não fala Português!

Tentei animá-la e explicar-lhe que nem todas as crianças percebiam tão bem Japonês como ela!

 

Anúncios

Autor: Frasco de Memórias

https://frascodememorias.wordpress.com

13 thoughts on “Escolhas

  1. Como te entendo Ana!
    Cá em casa, durante o período de aulas, a tv fica interdita, mesmo com a opinião contrária da pediatra… mas acho que lhes sobra tempo para atividades mais criativas e empreendedoras. Mas não é fácil remar contra a maré, até porque as minhas ADORAM a Violeta. Um fenómeno para o qual não encontro explicação. A idade?!
    Fica com um abraço,
    Guida

    • Guida,

      também acho que essa é outra das vantagens: sobra tempo para preencher com mais criatividade… ou simplesmente conversar.
      Quanto à Violetta, o marketing é fortíssimo e o público-alvo foi bem definido. É difícil resistir.

      Um abraço!
      Ana

  2. E sim, também choro muito com o que vou vendo. Então, desde ontem, esta «desgraça» na Figueira, tem-me feito derramar lágrimas incontroláveis e deixou-me de rastos. Tenho uma admiração desmesurada pelos homens do mar e estou profundamente triste com estas notícias…

    • Partilho da tua tristeza.
      Agora que estou mais longe, ainda fico mais impressionada com a imensidão do mar… e admiro quem consegue enfrentá-lo diariamente.

  3. Engraçado, ainda hoje pensei em ti, Ana. Nesta preocupação com o que a Beatriz vê na Tv, que é similar à minha com as minhas filhas. Perguntei há pouco a uma amiga que tem dois meninos, se veem filmes como o Frozen ou o Brave. Não… e esta minha amiga é muito sensível a tudo isto, mas diz que o mundo que os rodeia é mais forte. Talvez assim seja, vejo isso noutros aspectos com as experiências das miúdas. Mas acho que se o mundo as vai influenciar de qualquer forma, mais vale continuar a mostrar-lhes o que é aos meus olhos ainda mais bonito. Não sei…
    Quando vejo estes filmes do Miyazaki que mostras, fico com tanta vontade de os ver e mostrar. Tenho de arranjar!! Beijinho e obrigada pela inspiração

    • Olá, Joana:
      Eu também não sei 😉
      Também tenho dúvidas.
      A televisão, regra geral, não me faz bem e penso que posso sempre ver séries que me interessem ou que interessem à Beatriz, no computador, à hora que eu quero e na quantidade que eu quero.
      Penso que muito em breve a Beatriz começará a questionar-me e a querer ver a Violetta…
      Vamos ver como lidarei com a situação.
      Quanto aos filmes do Miyasaky, comprei alguns na FNAC e vejo no Anitube.
      Só encontro dobrados em Inglês ou em japonês e com legendas.
      Vamos traduzindo e acabei por quase decorar o Totoro 🙂
      http://www.anitube.se/video/34583/Majo-no-Takkyuubin-Kikis-Delivery-Service-Filme-Leg-Pt1
      Vê se consegues ver!
      Vou ver se consigo influenciar os meninos que estão mais perto 😉
      Beijinhos!

  4. Fui assistir TV na adolescência e me apaixonei por filmes antigos… não assisto telejornais porque não gosto e acho mais do mesmo sempre. E os programas não me agradam em absoluto. Sou chata e exigente (risos). Na infância, a casa, tinha os livros e os diálogos com os meus país, os jogos. Tudo era sempre mais interessante.

    Bacio

    • Lunna:
      É uma infância assim que quero proporcionar à Beatriz, enriquecida com o lado bom da TV e Internet.
      Vamos ver se consigo…
      Talvez isso também faça de mim uma “chata exigente” 😉
      Bacio!

  5. Eu conheço alguns filmes deste mestre da animação japonesa. Ele é fantástica. O meu preferido, que eu também fiz questão de partilhar com a minha João, foi o Castelo Andante. A banda sonora é qualquer coisa e a mensagem é maravilhosa. Recomendo.
    A Ana é uma otima mãe. Parabéns por proporcionar à sua criança momentos diferentes, especiais. Um dia ela vai agradecer.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s